[ editar artigo]

É só deixar e pronto...

É só deixar e pronto...

Deixe-me aqui com minha poesia tosca, com meu café sem açúcar.
Deixe-me quietinho, com minha datilografia arcaica, com meus sonhos sombrios.
Aqui eu fico bem, embora meu espírito se debata como tigre na jaula.
Quando meus dedos percorrem o teclado centenário, nada mais importa. Sou eu e a imaginação. Unicidade? Cumplicidade?
Deixe-me bem aqui, contemplando as paredes velhas e vendo para além do concreto, das pedras.
Eu sou essa coisa amórfica, esse grito que explode e ecoa pelo vale.
Aqui eu posso ser quem eu quiser e viver num tempo que sequer chegou a existir.

Jossan Karsten

Colunistas - RIC Mais PR
Jossan Karsten
Jossan Karsten Seguir

Jornalista, publicitário e escritor.

Ler matéria completa
Indicados para você